"Então, comeu kibe cru e sentiu a vida nascer. Desse dia em diante tomou gosto pela vida e só passou a comer..." (Trio Mocotó)



terça-feira, 9 de setembro de 2008

Entre os dois lados da força

caco modula

Pensa num cara gente boa. Pois é. Todo mundo gostava dele e ria das respostas criativas que ele dava quando tinha a oportunidade. E quando não tinha também. Por ironia do destino, ele precisou se afastar, foi trabalhar no outro lado da força e ficou conhecido como o cara que abandonou o barco. Ele teve os motivos dele e eu entendo e respeito.

Política à parte, o cara é um amigo que conquistou o pessoal do nosso setor e quando vamos fazer uma reuniãozinha, um jantarzinho, um botequinho, logo pensamos em chamá-lo. O problema é a política. Ele do outro lado da força, jantando com a gente; é ruim para nós, é ruim para ele. Tem muita gente maldosa por aí. E os encontros com o velho amigo vão sendo adiados. Pelo menos durante esse período pré-eleitoral.

Enquanto isso, enfrentamos uma pressão muito grande. Isso pode, aquilo não pode. Precisamos disso, não queremos aquilo. Como estamos? E o outro lado? O que devemos fazer? É um monte de coisas que podem ser decisivas no final das contas. E no meio de tantas idas e vindas, alguns conceitos se transformam, outros se perdem e os valores vão sendo abalados (ou não). Fato é que entre os dois lados da força há uma zona de conflitos bastante grande e procurar uma linha entre um e outro onde a paz seja possível é o mesmo que dizer que a Faixa de Gaza é um lugar seguro, ou seja, não dá.

Por isso, velho amigo (ou seria amigo velho?), vamos tocando as coisas por aqui e você vai tocando as coisas por aí. E no final de tudo, o que vale mesmo é aquilo que construímos enquanto estivemos juntos todos os dias. Sabemos quem somos e não precisamos deixar que os diferentes rumos que a vida nos ofereceu nos afastem.

Por hoje é só.

6 comentários:

=^.^= Muni=^.^-= disse...

Ah...até eu que estou "fora" da força, sinto saudades dessas "bandas" juntas. Mas o que fica é o que a "eleição" de vocês já definiu: a amizade.
bjokas

Anônimo disse...

Caco! Adorei o texto!
O mais importante é a amizade que ficou. Mas não é fácil encarar a Faixa de Gaza rsrsrs
Bjosss

Anônimo disse...

É um texto muito bonito para um vira-casaca.

Quem é esse cara?

É um tremendo dum traidor! ahahahahahahahaahahahahahaha

Bonito texto, bonito...

Anônimo disse...

Rei,

Se era pra mim, valeu!

Se não era, valeu mesmo assim... vou tentar ficar mais próximo!

Grande abraço!

P

Cara afastado disse...

Rei, se o texto foi pra mim, agradeço.

George Lucas disse...

Ei, que história é essa de "do outro lado da força"?
Isso fui eu que inventei!