"Então, comeu kibe cru e sentiu a vida nascer. Desse dia em diante tomou gosto pela vida e só passou a comer..." (Trio Mocotó)



segunda-feira, 7 de julho de 2008

A tranqüilidade do Vestibular!

ginko biloba

Bem, como era meu dia de postar de novo mesmo e poucas pessoas comentaram o texto anterior, gostaria apenas de continuar a discussão.

Hoje ouvi na rádio que toca a notícia que este foi o vestibular mais tranqüilo dos últimos anos. Estavam "conversando" o diretor da Comissão de Vestibular Unificado da UEM e a repórter da rádio... O senhor estava explicando que poucas pessoas perderam as provas neste concurso, que a desistência está baixa, coisas do tipo e a repórter trouxe a explicação milagrosa que faltava:

"É reflexo da lei seca!"

Pronto resolvidos todos os problemas dos estudantes! O entrevistado ainda concordou. Disse que agora os estudantes (ou vestibulandos) não ficavam festando, iam dormir cedo e acordaram cedo!

Como diria o Macaco Simão: Rá rá rá!

Nem foi levado em consideração o fato de este concurso ter provas aplicadas em outras cidades! Ninguém passou pela Tiradentes e viveu o Inferno que estava instaurado lá! Como o previsto, as pessoas apenas mudaram de endereço!

Quem sabe se no que vem baixarem uma lei que torne o vestibular o mesmo que o período eleitoral... na cidade inteira quem beber vai preso lá no Chico Neto, e na Vila Olímpica, e no Willy Davids...

Onde vamos parar?

3 comentários:

Carol disse...

Realmente, a solução mágica da Lei Seca não colou!

As leis são aprovadas e até surtem certo efeito, mas dizer que esse foi um dos vestibulares mais tranqüilos não devido a Lei Seca... é demais!

Alias, como já foi dito no texto, as provas foram aplicadas em outras cidades e não só em Maringá... e esse com certeza é um dos motivos pelos quais houve pouca desistência.... afinal, fazer a prova na sua própria cidade sem ter que se deslocar para Maringá é bem mais fácil.

Ainda, o horário do vestibular mudou, está começando uma hora mais tarde (antes era às 08:00 agora é às 09:00 horas....) tranqüilo, né?!

Muito bom o texto!

custela disse...

bixo... essa é uma discussão q vai longe... por exemplo: na uem não pode, mas no cesumar pode, na tiradentes pode, no wd pode beber... então, pra qm quer entortar o caneco, q diferença faz??? os comerciantes da região é q saem prejudicados, pq deixam de vender bem, coisa q estavam acostumados a fazer em épocas de vestiba...
tudo bem, entao vamos beber em outro lugar... wd... aumenta o som, vamos curtir... opa, a polícia chegou... ta confiscando a chave do carro... tem a lei seca, tem a lei do silencio... ué, mas não é só depois das 10h da noite??? mas vamos lá, ta muito barulho... mais do q o transito na avenida colombo??? será q a polícia verde vai parar o transito la tambem??? e vamos multar os caminhoneiros e motoqueiros...
ah, gente... pára... páááááraaaaaa... tem vereadores em maringá q tem vento na cabeça... só pode ser... ow cidadezinha retrógrada cehia de gente com viseira q não tem mais o q fazer a nao ser encher o saco da população...

YU disse...

concordo galera, com td isso!! Acho mesmo q eles vão conseguir fazer com que a UEM mude de endereço, afinal de contas, imagina a especulação imobiliária daquela região??? putsss...deve ser como no Santa Felicidade, chamaram os moradores de ladrões, favelados, drogados, sem dignidade alguma... será q marginalizar os estudantes surte o mesmo efeito?? veremos...