"Então, comeu kibe cru e sentiu a vida nascer. Desse dia em diante tomou gosto pela vida e só passou a comer..." (Trio Mocotó)



sábado, 19 de julho de 2008

Eleitores educados. Eleitos nem tanto!

ginko biloba

Estava eu ainda a pouco assistindo ao Caldeirão do Huck quando começou o quadro Lar doce Lar. Uma imitação do programa americano (estadunidense para os antigos leitores!) Extreme Make-Over Home Edition (mas isso não vem ao caso). A família escolhida era do Rio de Janeiro e passa pelas dificuldades que muitas famílias passam no Brasil. Trata-se de 5 pessoas, o casal e 3 filhas que sobrevivem com pouco mais de R$2.000,00 e para melhorar a situação apostam na educação.

Passando por dificuldades que poucos de nós conhecemos as três filhas da família estudam em colégios particulares.

Podemos ver nessa situação algumas facetas do nosso país. Para garantir uma educação de qualidade (pois cá entre nós, a educação é a única maneira de se mudar qualquer situação a longo prazo) a família tem de se sacrificar. Em nossa cidade fica clara outra situação que tange este assunto: alunos de escolas particulares entram na universidade pública e os das escolas públicas dependem das faculdades privadas.

Em ano de eleição temos de ficar atentos às propostas para a educação de nossos queridos candidatos, mesmo que grande parte deles tenham tido suas candidaturas impugnadas pelo Ministério Público! Pois é! 12 dos 15 vereadores, 3 candidatos a prefeito inclusive o Silivião!

Vamos melhorar a qualidade dos eleitores e, votando responsavelmente, pelo menos escolher representantes mais educados ou comprometidos com a educação!

2 comentários:

Anônimo disse...

Realmente, a educação é a única saída àqueles que realmente querem um vida de melhor qualidade... (caso não seja jogador de futebol, modelo ou atriz, que não podem ser desmerecidos)
E essa família,apostando que um dia a educação fará diferença, renuncia às "coisas boas da vida", como lazer e compras, para que um dia suas filhas possam, provavelmente, ganhar mais dinheiro que seus pais ganham hoje...
É uma verdadeira lição!

Veronica disse...

olá pessoas... td bem com vcs??... concordo plenamente que a solução para uma mudança real e definitiva aconteça através da educação, mas vamos convir que não podemos só depender de bons canditatos, de escolher e votar certo!!! Muitas vezes nós, pessoas comuns, acreditamos que isso é suficiente e cá entre nós não é, não basta escolher bem seu representante, temos que ser de fato representados, mas isso tbm n significa que todas as necessidades serão atendidas, infelizmente, ao contrário do que Rousseau acreditava, as pessoas não tem a mesma concepção de bem comum. Uma vez discutindo em sala de aula, um grupo teria que defender sobre as cotas raciais e outro grupo refutar essa política, depois cada uma expunha sua posição sobre o assunto, ao meu ver não deveríamos discutir as cotas raciais ou sociais, jamais, definitivamente não às cotas!!! O que devemos discutir é sobre universidade para todos (nem é merchan do governo Lula n), devemos discutir sobre o direito de todos a uma vaga no ensino superior, de qualidade e gratuito!!! Vejo como responsável para todo esse problema a privatização da educação, quem possui condições colocam seus filhos em escolas particulares, e quem não tem condição? Escolas públicas, claro, e quem não pode pagar por elas?? Marginalizaçã, não no sentido moderno de marginal, não o marginal ladrão, criminoso, mas o marginal que fica à margem, é assim que estamos formando os cidadãos!!! Concordem ou não, legitimamos a tudo isso através do voto, pq não basta escolher bem, n basta limitar cidadania ao ato de votar... é preciso mais!!!