"Então, comeu kibe cru e sentiu a vida nascer. Desse dia em diante tomou gosto pela vida e só passou a comer..." (Trio Mocotó)



sexta-feira, 11 de julho de 2008

A política (?) na Terrinha

caco modula

Tem duas coisas que me irritam muito: pentelho no sabonete e políticos sem escrúpulos. A primeira é fácil de resolver, já a segunda...

Fiquei surpreso ontem quando li pela internet que estão querendo proibir propaganda política na região central da Terrinha. É que tem gente preocupada com a sujeira das ruas por causa da distribuição de panfletos e com a poluição sonora provocada pelos carros de som. (Agradecimento ao Rigon, que me ajudou com a informação.)

Fiquei indignado quando li que a idéia é da entidade que representa os empresários, comerciantes, lojistas, juntamente com outras que compartilham dos mesmos interesses. Os mesmos que fazem panfletagem todos os dias e ajudam a deixar a cidade emporcalhada. Os mesmos que anunciam ofertas em carros de som e sempre têm um locutor dentro da loja para chamar a atenção dos clientes. Os mesmos, sempre os mesmos.

Fiquei pensando no que isso representa de fato, já que a tal entidade é defensora dos direitos do atual prefeito e, por isso, provavelmente, a iniciativa tenha cunho político (ou politiqueiro?), com o objetivo de beneficiar o candidato à reeleição. (Provavelmente? Ah, ta!)

Fiquei imaginando como a campanha política deste ano está extremamente transparente na Terrinha: todo mundo sabe que tem um monte de candidatos que se venderam para a família do atual prefeito, para tornar a reeleição mais fácil, e mesmo assim esses candidatos negam. Até mesmo representantes de partidos de oposição. (Absurdo!)

Fiquei lembrando de um certo projeto para investir na infra-estrutura de um certo bairro. O projeto inicial não foi respeitado e mesmo assim a verba foi liberada. E um dos candidatos que poderia – como representante parlamentar do povo – interferir na história disse que foi um erro e que da próxima vez não acontecerá novamente. (Da próxima vez? Por que não desta vez?)

Fiquei decepcionado porque sei que daqui a pouco vou tomar um banho (demorado, como sempre) e se precisar tirar um cabelo do sabonete vai ser fácil, mas sei que mudar essa porcariada que a política da Terrinha se tornou não vai ser tão simples assim. O voto é a principal arma que temos para isso. Pense bem antes de escolher seu candidato. (Ou não, porque se pensar muito, talvez perceba que a melhor coisa é mesmo não votar em ninguém.)

5 comentários:

Pedro Senandes Simon disse...

Caco, discordo quenão votar em ninguém seja a melhor alternativa.

Já disse Arnold Toynbee (conhece? kkk) que a desgraça de quem não se mete na política é ser governado por quem se mete.

Se você não vota em ninguém, está apenas fugindo de uma coisa que está aí e que envolve a todos!

Se não há candidatos que o interesse, seja o candidato, por que não? Não precisa concorrer à prefeitura, mas pode começar por algum lugar!

É claro que é mais fácil se acomodar e falar mal daqueles que estão lá (não estou dizendo que é isto que você fez. É muito importante o papel deste blog!). O que precisamos é saber colocar as pessoas certas nos lugares certos!

caco modula disse...

tem razão, pedro: não votar é sempre a pior alternativa, melhor seria se nem fosse uma alternativa...
o importante, sem dúvida, é escolher o melhor candidato para nos representar por quatro anos, e se isso não for possível, que a escolha então seja pelo menos pior...
vamos torcer para que a escolha de todos (ou da maioria) seja boa para a cidade...
obrigado pela observação

YU disse...

discordo galera... o não votar é significativo sim, acredito q nós como intelectuais (?), temos q começar a pensar nas não-respostas, quero dizer que votar simplesmente por votar, por achar q temos q fazer parte dessa democracia é um absurdo, começando pelo fato do voto ser obrigatório!!!Creio que se as pessoas não estão satisfeitas com os políticos ou com o sistema político elas não devem legitimá-los, voto branco, nulo tem sentido sim!!!Imagina se todas as pessoas insatisfeitas deixam de votar?? O q acontece?? Deixar de votar pode n ser simplesmente abrir mão de representatividade, pode significar de fato uma intervenção política, pode significar que o sistema democrático representativo n funciona e podemos buscar outras alternativas para isso, como a democracia direta por exemplo.

Heloísa disse...

Tá tudo errado!
Voto obrigatório - pq temos que ser obrigados a votar? Não seria muito melhor que só votasse quem realmente estivesse interessado em mudar esse país?! O "Voto Obrigatório" não é nada, nada democrático...não acham?!

Alguém aqui lembra em quem votou nas últimas eleições? Alguém acompanha seu "representante"? O que ele está fazendo? Está trabalhando? Está te representando de verdade?
A culpa tbm é nossa de tudo o que tá acontecendo!! Mais responsabilidade na hora de votar!
O que falta pro povo brasileiro é ser patriota na hora de votar, na hora de exigir seus direitos e na hora de exercer seus deveres!!! E não apenas na Copa do Mundo! Aliás, se dependesse de mim, o Brasil não iria pra Copa, pois enquanto estamos torcendo cegos e idiotas na frente da TV, os "caras" estão aprovando tudo quanto é aumento pra eles, robando até nossas calças...OLHO ABERTO GALERA!!!

Conhecem essa música: http://vagalume.uol.com.br/gabriel-pensador/pega-ladrao.html

Leiam...e pensem um pouco a respeito!!

Beijos a todos, em especial pra minha cunhadinha AMANDAAAA!!

.

Carolinda disse...

aaaaaaaaaaaaaaaaaaa
ae sim... eu voto em naum pensarmos!

Bjo Caco!!!