"Então, comeu kibe cru e sentiu a vida nascer. Desse dia em diante tomou gosto pela vida e só passou a comer..." (Trio Mocotó)



quarta-feira, 30 de julho de 2008

Não deixe os balões estourarem

caco modula

Quais teriam sido as últimas palavras do padre Adelir de Carli? “Que idéia de girico.” “Bendita hora que fui fazer caridade.” “Devia ter participado daquele curso relâmpago de uso de GPS para padres que querem alçar vôo com mil balões.” Talvez nem tenha dado tempo de pensar em nada. Não dá para saber. Certo é que três meses depois de ter desaparecido no litoral catarinense, o corpo do padre foi encontrado em uma cidade perto do Rio de Janeiro. Fim do sofrimento. Alívio para a família.

O que será que ele tinha na cabeça quando resolveu fazer tal loucura? Tem tantas outras maneiras de chamar a atenção para causas nobres e ele preferiu fazer o mais difícil, o mais perigoso. Arriscou. Deve ter enfrentado uma tempestade, os balões devem ter estourado, ele caiu e não soube dizer exatamente onde estava, porque não sabia como usar o GPS. De repente também não sabia utilizar os equipamentos de segurança e, aí, a tragédia foi inevitável.

Acidentes como o de Adelir de Carli podem ser evitados. É só ter um pouquinho de juízo na cachola, que as loucuras se tornam mais seguras, mais agradáveis, mais emocionantes. Aliás, juízo é o que não pode faltar nos tempos por que passamos. Campanhas eleitorais, debates, eleições... O resultado de tudo isso: mais quatro anos com alguém que nem conhecemos direito dirigindo as ações que melhoram ou pioram as condições de nossa cidade. Isso tudo, como diria o Huck, é "loucura, loucura, loucura"!

Votar é como amarrar balões na cintura para alçar vôo. Você sabe de onde está saindo, mas não dá para saber exatamente aonde vai. Se souber utilizar o GPS, fica mais fácil se localizar. Então, pense muuuito, para que não se perca no caminho e não se arrependa quando estiver voando para longe, porque, aí, pode ser tarde demais.

Ah! E fica a lição: não solte balões.

Por hoje é só.

6 comentários:

Leda Informa disse...

Pois é meu amigo, essas aventuras eleitorais podem dar em fiasco total...e não seriam apenas três meses de sofrimento(como a família do padre) e sim quatro anos, pagando por uma escolha mal escolhida eu diria (hehehe). Acho válido os "alertas" especialmente o de não soltar balões (nesse caso, aquele outro tipo de balão, é claro)! E se , forem soltar pipas, mantenham distância dos fios de eletricidade.
Por hoje, também é so!

Pedro Senandes Simon disse...

Muito bem, Caco! Mais do que certa a sua comparação! O voto responsável é a única maneira de saber para onde estamos indo. Ou de, pelo menos, podermos cobrar de alguém quando o GPS não funcionar como deveria!
Um abraço!

Finito disse...

Pois olha, Caco. Que falhe o GPS, que falhe o pára-quedas, que falhe qualquer equipamento de segurança. O que não pode mesmo é o pirulito falhar na "Hora H".

Fernanda disse...

Cacoooo...amo seu o seu trabalho e seu talento pra escrever!!!
Tá de parabéns!
Ahhh e eu não soltarei balões...hehehe
BJO

jordana_ca disse...

Caco...
Muita boa a comparação!
Tem muita gente por aí que nem com curso intesivo vai aprender a usar GPS!
Lost! Totalmente!
Parabéns
Bjoo

Carolinda disse...

BIXO QTA CRIATIVIDAAADE E TALENTO!
Parabéns pelo texto Caco.. comparação ineteligentíssima!

Eu to c/ medo de acabar "q nem q o padre" nas próximas eleições.
Precisamos conversar.. vc precisa me dar uma auxiliada no GPS meu bem.. to ficando perdida :(

Mudando de assunto e permanecendo no mesmo (hehehe) esse povo de paranaguá é mesmo mto loko (huahuahua) eles saem de casa e ñ sabem p/ onde vaum bixo.. DE FATO!
Minha familia (materna) é de lá.. há alguns meses minha tia veio a mgá nos visitar. Ela ficou de ligar qdo estivesse chegando p/ irmos buscá-la na rodo. Bem, ae ela ligou qdo estava "praticamente dentro" da city:
"Alô, Carol?! Filha, a tia tah chegando.. vamos passar Rolândia.. tamo chegando em Sarandi"

hauahuahuahuahuahauhauhauhauhauahua

QQQQ????????????????????


:)