"Então, comeu kibe cru e sentiu a vida nascer. Desse dia em diante tomou gosto pela vida e só passou a comer..." (Trio Mocotó)



terça-feira, 6 de maio de 2008

Ilusão

leda nius

O ser humano precisa de esperança para viver. Mesmo em um mundo como o de hoje, a gente ainda quer acreditar em pessoas que inventam outro nome, relacionamentos que só existem na nossa cabeça, pessoas que fingem amar só para transar...que tipo de mundo é esse? Que tipo de pessoas somos nós, que insistimos nos erros?

Mas são as esperanças que nos movem, nos estimulam, incentivam, nos fazem acreditar que é preciso sonhar. E é preciso sonhar, porque se não houver os sonhadores, o mundo será feito apenas de golpistas, pessoas frias, calculistas, infelizes.

Aí vivendo assim, como quem ainda acredita nas pessoas, um belo dia você acorda depois do almoço e vê uma mensagem no celular: Promoção Dia das Mães – SBT é Show – seu número foi sorteado e você acaba de ganhar um Ford Fiesta 1.6 ...blábláblá
Gente...pode parecer tosco, mas eu sou registrada no programa do SBT e é claro que eu pensei HAN???SERA???AI MEU DEUS!!!VOU LIGAR!!!

Tá, era um numero “ligue grátis” mas não era 0800 – e eu tentei ligar sim, mas do orelhão. Só deu ocupado. Daí falando disso, descubro um cidadão que toda semana ganha um carro! Meu mundo caiu... Quer dizer que não passam de presidiários que não têm o que fazer e ficam mandando mensagens para tentar clonar celular, pegar seus documentos?Bando de idiotinha!!!

Liguei na polícia, é meu dever de cidadã injustiçada, de jornalista iludida e de menina revoltada por ter perdido o carro que não ganhou... Descubro então que meio mundo sabe desse golpe na praça, menos eu, logo eu que já tinha até sido seqüestrada pelo telefone, que tola!!!

Daí ingenuamente vou no msn dividir com meus amigos meu fatídico problema, descubro que das cinco pessoas para quem contei, duas também haviam sido “premiadas”.
PELO AMOR DE DEUS PESSOAL...Vim aqui, abrir a boca, um grito de DROGAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA que quero compartilhar com vocês. E agora vou trabalhar, porque se quiser um carro terei de juntar muito dinheiro.
Mas apesar disso não vou parar de sonhar...
Quem sabe um dia!Háhá

9 comentários:

Finito Carneiro disse...

É isso mesmo! Quer um carro? Trabalhe!

Eu tou trabalhando pra garantir o meu, nem que seja um Hot Wheels...

Anônimo disse...

Deixa isso prá lá.

Eu conheço um cara que está vendendo a rodoviária de Curitiba.
É baratinho. Vem com o Jardim Botânico de brinde.

Ritahhh disse...

Affffff
mil vezesss
como é fácil iludir néh
mais só iludem se os que acreditam numa vida boa
cheia de histórias surpreendente
pq o pessimista ia fazer o que??
nem ligaria e até reclamaria de ter recebido tal ligação
Bora trabalhar e comprar um carrooo
heheheh

Anônimo disse...

Meu o melhor comentario de todos os tempos é esse aki de cima (ritahhh)hehehehe... axo q uma das razões p/ nos permitirmos ser iludidos, na área q for e pelo motivo mais idiota, é pq somos de fato felizes e acreditamos q pessoas podem nos fazer mais felizes ainda ou proporcionar tais momentos. E mesmo se naum as conhecemos acreditamos nisso! Bom, assim quero crer ou então ando assinando dezenas de atestado de burrice... diariamente! hauhauhauhauahauhauhau

=^.^= Muni=^.^-= disse...

Carol (18:26) é exatamente esse o espírito...não é porque o mundo vai mal que a gente vai se deixar contaminar.
bjooo

marcos disse...

A ilusão é automatica, caso igual na minha familia. Parabéns pelo texto.... E o carro chegará realmente em breve bjo

De disse...

Hey Leda,
relax, vc não é a única a não conhecer a grande promoção do SBT, eis aqui mais um desinformado, e claro, também iria querer meu fiesta, na verdade podia ser um Eco Sport, bom na verdade eu não ia ligar mesmo............... rhahaha. Obrigado pela informação
Me too

natal mendes disse...

Só perde fácil quem quer ganhar fácil.
Nem os indios de Roraima são bobos, já sabem a quem vender as terras que ganharão de graça, como fizeram no início do século passado.
Mas tente com esforço tudo é possível.

custela disse...

é por isso que dizem: quando a esmola é demais, o santo desconfia